Dificuldade “feminina” para ter orgasmo

O que é?
Não é incomum que muitas mulheres (ou pessoas com vulva/vagina) não experimentem orgasmo ou provem a sensação de forma muito branda. Caso isso seja um problema para a pessoa e/ou seus relacionamentos, a situação poderá ser avaliada e tratada profissionalmente.

O que causa?
Traumas físicos na região gênito-pélvica, problemas ginecológicos, cirurgias na região, ansiedade, depressão, consumo excessivo de álcool ou hopiáceos (como a heroína) e outros motivos psicossociais, como a repressão sexual, vergonha do próprio corpo, histórico de abuso sexual ou conflitos religiosos.
Avaliação médicas cuidadosa é necessária para que as condições físicas sejam devidamente avaliadas e tratadas.

Como a terapia atua?
O quadro é avaliado no contexto da saúde psicológica total da pessoa. A terapia sexual é uma forma de psicoterapia, tendo como foco a sexualidade. Assim, é fundamental, além de cuidadosa avaliação da queixa sexual, levar em conta aspectos globais do funcionamento psicológico da/o/e paciente. Isso inclui avaliar suas inibições, histórico de relacionamento, relações familiares, relações de trabalho e quadros psicopatológicos.

Com base nesse amplo painel, é elaborado um plano de tratamento, em comum acordo com a/o paciente. Conhecimentos em sexologia humana, hipnose e EMDR serão utilizados de forma personalizada e sob medida para cada caso.

ARTIGOS

Verifique a disponibilidade de agenda enviando mensagem de WhatsApp

Marcos Roberto Alves de Carvalho
Sexólogo | Psicólogo (CRP 08 – 19155)

E-mail: psicodiversidade@psicodiversidade.com

Endereço:

R. Padre Anchieta, 2540 – Bigorrilho, Curitiba – PR, 80730-000

Este site não oferece tratamento e/ou acompanhamento imediato (s) para pessoas em crises suicidas. Em caso de crise suicida, por favor, entre em contato com o CVV pelo telefone 188 ou acesse o site http://www.cvv.org.br. Se tratando de emergência, procure atendimento no hospital mais próximo.

Digite seu e-mail e receba novidades!