Demora ou impossibilidade de ejacular (ejaculação retardada)

O que é?
Dificuldade persistente ou mesmo a impossibilidade de ejacular, apesar de existir desejo, ereção e estimulação sexual adequados. Isso se torna um problema quando a pessoa tem sofrimento considerável por conta de tal situação.

O que causa?
Fotores biológicos e psicológicos podem contribuir. Alguns medicamentos, como antidepressivos (principalmente os inibidores seletivos da recaptação de serotonina) e o consumo de álcool se associam à ocorrência de ejaculação retardada. É importante que seja feita uma avaliação médica para que fatores físicos sejam devidamente considerados. Os tratamentos medicamentos para a ejaculação retardada ainda são bastante incipientes.

Os fatores psicológicos na demora/dificuldade de ejacular são diversos e podem incluir:
problemas de autoeestima, ansiedade e depressão. A ER também tem sido associada à redução da satisfação sexual e insatisfação e discórdia no relacionamento.

Como a terapia atua?

Os fatores psicológicos que podem contribuir para a ejaculação retardada serão abordados e avaliados. Com base na avaliação, é feito um plano de tratamento para que as principais dificuldades psicológicas sejam trabalhadas. Cada caso é único e um plano de tratamento totalmente personalizado precisa ser feito. 

Tenho à minha disposição um arsenal de conhecimento na área de sexologia humana e procedimentos muitos úteis para lidar com questões psicológicas, como a hipnose e o EMDR, que poderão ser utilizados a depender de cada caso.

ARTIGOS

Verifique a disponibilidade de agenda enviando mensagem de WhatsApp

Marcos Roberto Alves de Carvalho
Sexólogo | Psicólogo (CRP 08 – 19155)

E-mail: psicodiversidade@psicodiversidade.com

Endereço:

R. Padre Anchieta, 2540 – Bigorrilho, Curitiba – PR, 80730-000

Este site não oferece tratamento e/ou acompanhamento imediato (s) para pessoas em crises suicidas. Em caso de crise suicida, por favor, entre em contato com o CVV pelo telefone 188 ou acesse o site http://www.cvv.org.br. Se tratando de emergência, procure atendimento no hospital mais próximo.

Digite seu e-mail e receba novidades!